segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

O Robin de Londres


Talvez por se assemelharem ao “produto nacional”, nutro pelos jogadores holandeses especial admiração futebolística. Entre o vasto leque de jogadores da laranja mecânica que poderia citar (do meio-campo para a frente, claro!), individualizo um que, a meu ver, merece especial relevo – Robin Van Persie.
Oriundo das escolas do Feyenoord, cumpre esta época a oitava temporada consecutiva ao serviço do Arsenal. Confesso que não tinha ideia de que já estivesse há tantos anos no clube e é precisamente esse facto que serve de ponto de partida para a minha opinião. Aos 28 anos dá a sensação de que já podia ter “explodido” há mais tempo tal a capacidade que apresenta. Embora também tenha sido seriamente afectado por lesões ao longo das últimas épocas, dá a ideia de que tem andado um pouco perdido por Londres.
No clube londrino, Wenger já o testou em diversas posições – de médio ala, a médio organizador, passando pela posição de nº9. Apesar de, pelas suas características (pouca velocidade, óptima capacidade de passe), considerar que a posição ideal seria a de nº10, o facto é que tem estado a fazer uma época muito positiva ocupando a posição de ponta-de-lança. O forte remate e inteligência têm, de facto, valido muitos pontos ao Arsenal.
Apesar de apresentar um estilo pouco ortodoxo, é dotado de um pé esquerdo de potência e técnica invulgar, sendo um daqueles jogadores que escasseia no futebol actual.
Por tudo isto, considero que merecia uma oportunidade num clube com ambições distintas das de um Arsenal que “apenas” joga um futebol bonito…

1 comentário:

  1. Boas criei um blog, está interessado numa parceria? Se sim diga algo no meu blog, obrigado.

    http://artigosdefutebol.blogspot.com/

    ResponderEliminar